Petrobras . Agência Petrobras

Práticas sustentáveis mudam vida de agricultores em São Mateus

Publicado em: 24/02/2016 18:04:57

Projeto patrocinado pela Petrobras apresenta novas tecnologias agroecológicas para moradores de Divino Espírito Santo

Há quase dois anos a comunidade quilombola de Divino Espírito Santo, em São Mateus, tem participado das ações do Peixe na Mesa, Planta na Mata - projeto que trabalha sustentabilidade, novas tecnologias e qualificação com moradores de áreas agrícolas. A iniciativa foi contemplada por seleção pública alinhada às diretrizes do Programa Petrobras Socioambiental.

O Peixe na Mesa, Planta na Mata está totalmente implantado na região. O trabalho foi desenvolvido em quatro propriedades-piloto. Cerca de 80 moradores, entre jovens e adultos, aprenderam sobre como aprimorar a agricultura de base agroecológica, piscicultura sustentável de espécies nativas e energia alternativa com utilização de painéis solares.

“A participação da Petrobras oportuniza a capacitação das comunidades para o desenvolvimento de atividades que resultam em inclusão social, cidadania, ganho financeiro, com benefício ao meio ambiente e, principalmente, com atrativo à permanência do cidadão no seu meio tradicional. Especificamente no caso deste projeto, o resultado é a manutenção da cultura tradicional quilombola”, explica Ubirajara Oliveira Negreiros, da Petrobras.

O biólogo Alejandro García-Prado, coordenador da iniciativa, explica que as ações têm feito com que os produtores rurais dêem adeus à monocultura e evitado que os jovens migrem para cidades vizinhas em busca de emprego com baixa remuneração. Segundo ele, a iniciativa surgiu para solucionar problemas apontados por diagnóstico rural participativo realizado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seag)/ Incaper/ Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres), que indicou a falta de atrativos no campo, a monocultura, baixa renda e o consequente abandono dos campos. Também participaram do desenvolvimento o Centro Universitário Norte Espírito Santo (Ceunes-Ufes), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Secretaria Municipal de Agricultura de São Mateus.

“Mostramos que as ferramentas tecnológicas podem ser utilizadas no ambiente agrícola para otimizar o trabalho de forma sustentável, gerando renda, como o sistema de energia solar que alimenta toda a produção, além da utilização da água da piscicultura para a irrigação de hortaliças e mudas”, completa o biólogo.

Com o que aprenderam durante o projeto, os participantes já construíram estradas, galpão e estão formando uma associação familiar só para trabalharem no Peixe na Mesa, Planta na Mata. “Nosso intuito é que todos percebam os benefícios das atividades para a vida deles e, assim, deem continuidade”, explica Alejandro. E o objetivo deu certo: eles têm adquirido recursos para melhoria do projeto por meio da comercialização das hortaliças cultivadas com as novas técnicas.

Em 2015, o Peixe na Mesa, Planta na Mata recebeu um certificado de tecnologia social, além de ter sido semifinalista do prêmio Inoves 2015 – uma iniciativa do Governo do Espírito Santo que visa a estimular o desenvolvimento d

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Esqueci minha senha

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE